<$BlogRSDUrl$>

Sunday, February 19, 2006

É OFICIAL:

Este antro fecha hoje. Não definitivamente, porque nunca se deve dizer nunca. Mas por agora, o grande Panda do Havai vai hibernar. Está rouco e cansado de pregar aos homens uma palavra que insistem em ignorar e por isso vai hibernar, antes que seja crucificado em dois pedaços de pau e trespassado no flanco por uma lança.
No entanto, para aqueles que se sentirem perdidos, podem sempre passar pela Adega Dos Passarinhos, uma espécie de saguão onde são depositados os detritos da blogosfera que não têm lugar noutro lado. Por isso, se quiserem inscrever-se é só mandarem-me um mail.
Forte abraço, seus hereges.
Posted by: dermot
[ barrasquices.]

Thursday, November 24, 2005

REGRESSO FUGAZ (OU TALVEZ NÃO):
"I'm so hungry."
"Hello mr. Hungry, can I call you So?"

Eu quero voltar. A sério que quero.
Posted by: dermot
[ barrasquices.]

Thursday, September 22, 2005

O PANDA DO HAVAI ENTRA NA CORRIDA ÀS ELEIÇÕES:
O Mário Soares já disse quem é o seu principal adversário: Alzheimer!
Além disso, também já desvendou como quer iniciar o mandato: vivo!
Posted by: dermot
[ barrasquices.]

Saturday, September 17, 2005

CONHECENDO O MUNDO COM O PANDA DO HAVAI:

Veneza - Itália


Aveiro - Portugal


Brugges - Bélgica


Nova Orleães - EUA
Posted by: dermot
[ barrasquices.]

Thursday, September 15, 2005

Holocausto Mecânico

Sempre tive um fraquinho por ficção cientifica, especialmente daquela bem pessimista em que a humanidade é obrigada a voltar ao Calcolitico devido á sua própria imbecilidade; um género de contos moralistas cyber-punk. Há muitos do género, tanto livros como filmes. Na maioria dos casos o "apocalipse auto induzido" não é o tema central, mas representa um grande papel. É o caso de Dune (de Frank Herbert) onde a humanidade recupera de uma Jihad Butleriana contra máquinas e computadores Orwelianos, Mad Max, um mundo pós apocaliptico em que o petróleo atingiu os 100 dólares por barril levando a guerras intensas em todo o mundo por causa do Chá do Texas e um dos meus referidos, a série Terminator. Em todos eles há um denominador comum; nós somos responsáveis pela nossa própria desgraça.!

Depois de rever o meu Action Hero preferido em T-2 Judgement Day no canal pseudo espanhol AXN, a dar uma coça valente no T-1000, um robot vindo do futuro com a capacidade de se transformar no que quiser inclusivé cinzeiros para oferecer de presente no dia do Pai, vindo do futuro para arruinar a Humanidade, encontrei por acaso esta fabulosa noticia no site da CNN:

"Cientistas criam robot que se alimenta de moscas."

Não quero ser nenhum Velho do Restelo, até porque não sou do Belenenses, mas aqui vai uma pérola de raciocinio rápido saída da minha fabulosa massa encefálica e que aqui transcrevo para que qualquer eventual cientista louco possa leva em consideração no futuro próximo:

"Nunca na puta da tua vida faças robots que se alimentem de carne!"

Qualquer dia para carregar o telemóvel tenho de lhe dar de comer o Fox Terrier da vizinha de cima...

"Thou shalt not make a machine in the image of Man's mind"
in Frank Herbert´s Dune
Posted by: vitrugo
[ barrasquices.]

Friday, August 26, 2005

ADIVINHA QUEM VOLTOU:
Eu confesso. Eu confesso que estive para não voltar. Desgostado com o que via cá do alto do meu trono, confesso que ponderei abandonar estas minhas lides bloguísticas e deixar-vos ao abandono. Mas um pai não deixa oa seus filhos. Claro que vocês não são meus filhos (há um que não é porque eu na altura não tinha trocado de 500 escudos), mas são como se fossem. Mas eu pensei em deixar-vos.

Estava eu neste dilema quando Deus se abeirou de mim. Disse que também já tinha passado pelo mesmo, mas que depois se arrependera e que se tinha ficado só por uma lavagem geral de pecados. Depois despediu-se, disse que ia beber umas bejecas com o glorioso Panda do Havai e que já estava atrasado.
Repensei o caso, sob nova perspectiva. E qual dilúvio, decidi retomar a minha actividade neste antro de sabedoria.

Como é que podemos ficar indiferentes perante o estado calamitoso deste pardieiro à beira-mar plantado? Mas em que estado é que este país está que tem o seu representante a matar elefantes no Quénia enquanto o seu território está a perecer às mãos de fogo criminoso? Mas em que estado é que este país está quando é preciso ter um paneleiro na televisão a lembrar que num jantar romântico não se deve fazer frango de churrasco? Foda-se!
Posted by: dermot
[ barrasquices.]

Sunday, August 21, 2005

Videojogos

Ao abrir a revista de Domingo do jornal Público, deparo-me com um artigo sobre um professor universitário que dedicou a sua tese de mestrado sobre a violência nos chamados "videojogos". Há referencia ao famigerado Grand Theft Auto e a sua influencia negativa sobre a vida quotidiana das pessoas, que as torna violentas bla bla bla...

Tem ao longo dos anos havido muitos casos de homicidios perpetrados por jovens e que foram relacionados com o uso abusivo de jogos de computador, desde o incidente em 2004 na Inglaterra relacionado com o jogo Manhunt (que por acaso também é produzido pela Rockstar Games tal como GTA) até ao mais recente caso em que um jovem, de nome Devin Moore, assassinou 3 pessoas nos Estados Unidos, 2 deles agentes da polícia. Há também a doce avozinha de 85 anos que ao saber que GTA San Andreas tinha um mini jogo de cariz sexual, se lembrou de processar a Take 2 Interactive depois de comprar o jogo para o seu netinho de 14 anos. Ela não se preocupou com o facto de se poder matar gangues de Haitianos com uma AK 47, não quer é que o neto esteja exposto a maminhas poligonais pré-renderizadas.

Mas será que uma pessoa se torna violenta apenas por jogar um jogo de computador? Terão Eric Harris e Dylan Klebold entrado num frenesim homicida depois de muitas horas a ouvir Marilyn Manson? Terá Charles Manson decidido por fim á vida de Sharon Tate e dos seus familiares e amigos depois de ouvir Helter Skelter dos Beatles? Ou será esta uma desculpa fácil para camuflar problemas muito mais sérios na sociedade actual?

Muitas das vezes até é o videojogo que imita a vida real, e não o contrário; o controverso Postal 2 é baseado num conhecido mito urbano (com direito a um termo adequado, going postal) americano, em que funcionários dos correios literalmente passam-se da marmita e matam os colegas de trabalho e possiveis infelizes transeuntes.

E que explicações davam as associações de pais, grupos religiosos e afins para os casos de violencia extrema antes de haver Playstation´s, Mega Drive´s e X-Box´s por esse mundo fora? Será que Charles Joseph Whitman teria jogado Medal of Honor antes de ter morto 10 pessoas e ferido 32 com a sua Remington a partir da torre da Universidade do Texas? Será que Lee Harvey Oswald teria jogado Doom 3 antes de ir para a janela do armazém de livros de Dallas e ter apontado a sua Mannlicher-Carcano à cabeça de John F. Kennedy? E Ed Gein? Célebre por ter influenciado uma grande quantidade de filmes como o Silencio dos Inocentes e o Massacre no Texas, teria jogado Resident Evil ou Sillent Hill antes de decapitar as suas vitimas e fazer vestuário a partir dos seus restos?

E os grandes lideres por essa História fora? Teriam sido adeptos de jogos violentos? Estão a ver Estaline a jogar Command and Conquer enquanto organizava purgas dentro do seu partido? O General Custer a jogar Age of Empires enquanto conduzia os Sioux á extinção? Cortez a apanhar todos os Pokemons que conseguisse deitar a mão ao mesmo tempo que fazia aos Aztecas, o mesmo que um asteroide fez aos dinossauros à 65 milhões de anos? Que teria dito Dario III a Alexandre, o Grande na planicie de Gaugamela? -"Puto reguila! Larga o computador e vai jogar á bola com os teus amigos!"

já agora, fiquem a saber que segundo um estudo (sim, há estudos para estas coisas) o jogo com mais mortes por hora é Time Crisis: Project Titan, com o fabuloso resultado de 1291 Dph (deaths per hour).


Termino com uma frase dita por Larry the Cable Guy: "If guns kill people, I can blame misspelled words on my pencil."
Posted by: vitrugo
[ barrasquices.]

This page is powered by Blogger. Isn't yours?